Produtora de conteúdo, redatora, writer (o que for mais bonito chamar no Linkedin), curitibana, esposa do Edu, mãe da Melissa, Bud e Alfredo e sommelier de leite com achocolatado, compra mil livros com outros mil na estante para serem lidos e joga para desestressar e sai mais estressada.

  • Devaneios

    Contribua para a nossa campanha do Dia da Mulher: “Você não é invisível”

    Quem faz o mundo melhor somos nós. Se cada um fizer um pouquinho, podemos trazer um pouco de acalento e paz para muitos coraçõezinhos. Por isso, eu e um grupo de minas incríveis, resolvemos fazer uma ação solidária: para levar kits de higiene para mulheres em situação de rua no Dia da Mulher. A ação será feita em Curitiba-PR, nossa cidade. Para quem quiser contribuir, há o link do site vakinha.com.br Pretendemos distribuir absorventes (para as que menstruam), sabonete, shampoo, toalha, lenço umedecido, escova de dentes, creme dental e similares. Aqui estão meus outros canais, onde também divulguei essa ação: Twitter Instagram Facebook No Dia da Mulher, não dê flores.…

  • Devaneios

    Separar o artista da obra é mais difícil do que se pensa

    Separar artista da obra é um tema que vem cada vez tomando mais espaço nas rodas de conversa e redes sociais. O motivo principal é questionar falas, comportamentos e similares de pessoas que tem uma obra vasta e clássica, mas que não cairiam bem sendo ditas e repetidas pelas pessoas.  Muita gente prefere dizer que o mundo está chato e eu discordo veementemente. O que vejo é que opressores não passam mais por cima de oprimidos sem resistência dos mesmos. As pessoas estão aceitando menos as “brincadeiras” e criando cada vez mais voz para dizer que muitos comportamentos são ofensivos, agressivos e sem graça.  Infelizmente, ao meu ver, muita gente…

  • Games,  Resenha,  Séries

    The Last Of Us – EP. 4 – Tiro, porrada, bomba e piadas

    Se o pessoal estava reclamando de pouca ação nos episódios de The Last Of Us, neste domingo pode ter satisfeito a vontade de muitos fãs no episódio 4.  Não que necessariamente vimos  tiroteio e infectados a toda hora, mas as coisas ficaram mais tensas e a caminhada de Joel e Ellie está se desenhando em um “pós-Tess’.  De uma forma geral, achei esse episódio mais direto, sem tanta emoção quanto nos outros. Arrisco dizer que até agora, achei o mais fraco da temporada, o que deixa ele bem longe de ser um episódio ruim, mas em comparação aos outros, sai um pouco da linha.  Relação Ellie e Joel Após a…

  • Games,  Resenha,  Séries

    The Last Of Us – EP. 3 – Existe amor no fim do mundo

    Foi ao ar o episódio de número 3 da série The Last Of Us, na HBO, chamado “Long long time”. Até o momento, achei o melhor episódio do início ao fim, tirando um pouco do protagonismo da Ellie e do Joel e focando em dois personagens que no jogo, ficam com suas vidas subentendidas e meio nebulosas. The Last Of Us jogo x The Last of Us série – aceite as diferenças As pessoas devem entender que quando vamos adaptar qualquer coisa para diferentes mídias, devemos modificar o formato da mesma.Ora pois, não podemos colocar um outdoor na rua exatamente com o mesmo texto do comercial televisivo, por exemplo. Até…

  • Games,  Resenha

    Minha lista de side quests preferidas em jogos

    Muito se fala na história principal de um jogo e acabam deixando as missões secundárias ou as famosas “side quests” de lado.  Essas histórias secundárias são aquelas que, presentes geralmente em jogos de mundo aberto, não irão interferir na narrativa principal. Ou seja, o jogador tem a opção de concluí-las ou não. Temos inúmeros exemplos de side quests, porém, não são todas que sabem complementar a narrativa principal ou formar sua própria história independente com êxito, que prenda o usuário.  É interessante encontrar essas side quests especialmente pelo fato de que você pode conseguir aumentar o level, encontrar colecionáveis-chave e se divertir horas além daquelas que o jogo conta como…

  • Games,  Resenha,  Séries

    The Last Of Us – Ep. 1: para gamers e não-gamers chorarem abraçados

    Dia 15/02 foi a data escolhida para a estreia global da série “The Last of Us”, na HBO.  Quando a série foi anunciada, fiz aqui um texto sobre assuntos que poderiam ser abordados, que no game ficaram como pequenas pontas soltas.  O que posso adiantar antes de iniciar a resenha de fato: é a melhor adaptação de game dos últimos tempos. Fidelidade com o jogo O que tornou a série tão amada desde o primeiro episódio foi a fidelidade com o jogo. Mesmo com algumas diferenças de roteiro que tratarei mais adiante, ela nos fez sentir como se estivéssemos jogando, pois conseguiram encaixar os diálogos e movimentos de cena idênticos.…

  • Devaneios

    Está tudo bem não acertar as coisas de primeira, inclusive na sua carreira

    Há alguns dias, vi pessoas falando sobre se arrepender do curso que escolheu na faculdade. Algumas delas, dava para sentir a culpa através da tela do celular.Assim como coloquei explicitamente no título, volto a dizer: está tudo bem não acertar de primeira e querer recomeçar. Não tenha medo das palavras “transição de carreira”. Comparo esse fenômeno com o que chamam de “burnout” hoje. Esse grande problema ganhou nome próprio e atenção agora, porque antigamente era conhecido como “vagabundagem”, “preguiça”, “corpo mole”, “ingratidão” e outros insultos similares. Não é de hoje que empresas e pessoas pensam que os outros são robôs, tampouco agora começou a fama de ser fã de empresa ou…

  • Devaneios,  Games

    Jogos são para nos enxergarmos ou fugirmos para o mundo da fantasia?

    Foi-se o tempo em que nos video games, as coisas resumiam-se a naves espaciais, dragões, ETs e demais coisas que são intangíveis ou absurdas em nossa sociedade comum.  Dos anos 90 para cá, os roteiros de games estão cada vez mais próximos do cinema, com personagens elaborados e seguindo arquétipos, enredos complexos e diálogos que levam o jogador a criar uma empatia ou hostilidade pelo personagem. No fim, a história vira realmente um filme, com a diferença da possibilidade de interatividade, seja numa narrativa linear ou não.  Por isso fica a questão do que acaba conquistando mais: a fantasia exagerada ou a proximidade com a nossa realidade?  Lembro muito bem…

  • the-quarry-review-analinsando
    Games,  Resenha

    “The Quarry” é um AAA, mas na prática não entrega esse padrão

    Fazia muito tempo que eu não jogava um jogo de terror. Decidi comprar o “The Quarry”, que muitos chamam de “sucessor espiritual de Until Dawn”, outro jogo do mesmo estilo.  “The Quarry” foi lançado em junho de 2022, desenvolvido pela Supermassive Games e publicado pela 2K Games.  Como disse no título, esse jogo é um AAA apenas por conta dos valores de produção, porém, podemos dizer que foi um dinheiro mal gasto em certas partes. Ou um trabalho mal feito mesmo.   Vamos por partes para entender melhor.  Enredo “The Quarry” nos traz um mistério que envolve a família Hackett, proprietária de um acampamento de férias em um local distante.Sete adolescentes…

  • ccxp-22-analinsando
    Devaneios

    O dia em que fui pela primeira vez na CCXP

    4 de dezembro de 2022. O dia em que tive a minha primeira experiência na Comic Con Experience (CCXP, para os íntimos e não-íntimos).  Há muito tempo que eu acompanho o evento pelas redes sociais e não achava que um dia teria a oportunidade de presenciar o épico. Mas esse dia chegou, e com ele, as impressões sobre o conjunto da obra.  Eu e minha família compramos ingressos para o último dia do evento. Por isso, não tenho “lugar de fala” para comentar sobre os outros 3.  Sem mais delongas, vou comentar tudo por partes, sem ordem de importância, empolgação ou estresse que passei. Venda de ingressos  No momento em…