Games

A Ctrl Alt Jam e a oportunidade de abrir portas – ou pelo menos uma frestinha

Entre maio e junho de 2023, aconteceu a Ctrl Alt Jam #2. Segundo ano da Ctrl Alt Jam, primeira vez que essa que vos fala participou. Obviamente, isso me gerou impressões, que listarei aqui.


O que é a Ctrl Alt?

É uma comunidade de desenvolvedores de jogos independentes, reunindo mais de 2300 membros, variando entre profissionais e empresas do ramo.


Panorama geral

A Ctrl Alt Jam, hoje, é uma das maiores game jams do Brasil, inegavelmente. A comunidade é enorme e praticamente todas as pessoas do mercado gamer estão lá, no Discord, sempre abertas a trocarem ideias, dicas e claro, fazer networking. 

Aliás, vale lembrar que participar de game jams é uma das melhores formas de rechear o portfólio e alcançar alguma oportunidade no mercado de trabalho, além de obter cada vez mais conhecimento sobre a sua área.

De um modo geral, a comunidade é bem receptiva, embora tenha um problema que foge do controle dos moderadores: escassez de presença feminina. 

A conta não fecha: a quantidade de mulheres na Women Game Jam é relativamente grande, mas uma boa parcela delas não participam da Ctrl Alt Jam. Por que? São muitas questões sociais e de sexismo que não abordarei aqui (mas em outro momento, com certeza). 

Porém, a luta por mais diversidade é uma pauta bem forte da Ctrl Alt. Um exemplo disso foi o fato de, dos 9 mentores, apenas 3 eram homens-cis. O que dentro do mundo dos gamers de uma forma geral, é algo bem raro de ser visto, diga-se de passagem.


Gerentes de comunidade

Em todo lugar onde se juntam seres humanos, as coisas acabam ficando um pouco complexas. Os gerentes de comunidade, principalmente a Luna, tem muito jogo de cintura para lidar com situações onde eu já teria perdido a paciência por muito menos. Isso faz com que ninguém fique constrangido, gere muito burburinho prolongado ou até mesmo, estresse desnecessário. 

A comunicação com os membros da comunidade é feita de forma divertida, descontraída e o mais importante, assertiva. Nunca ficamos sem saber das coisas direito, nada de desorganização e nada fica mal explicado.


Engajamento

Gosto muito da forma como engajam todos os jogos e encorajam para que os participantes não tenham medo ou vergonha de mostrar seu trabalho por aí e ganhar o mundo.

Também não deixam esfriar ou cair no esquecimento até a próxima game jam, sempre tirando leite de pedra para que todos continuem a melhorar seus jogos e seguir em frente com seus projetos. 


Formato da Ctrl Alt Jam 2023

Os temas apresentados em 2023 foram: “Bolhas e gelatina”, “o tempo é relativo”, conflito e dualidade”, “fora de controle”, pombos e poder”, “o sentido das coisas”, “adaptação”, “xexelento”, “memes”. Achei todos eles bem fáceis de serem aplicados na gameplay e narrativa, com a possibilidade de ter jogos para todos os gostos, desde os que fazem pensar, até aqueles que são divertidos e excêntricos (a maioria desses, de pombo). 

A escolha dos finalistas e a dinâmica da competição me chamou bastante atenção. É quase um The Voice de jogo, onde os jurados “viram a cadeira” para a sua equipe e a mesma precisa escolher para qual time quer entrar. 

Claro, os jurados foram muito bem escolhidos e fez total sentido todos eles estarem ali: além de ótimos profissionais com muito conhecimento para passar aos seus mentorados, todos (até onde os conheço) são humanos, acolhedores e abertos a ajudar no que for preciso, com feedbacks que nos motivam a crescer e melhorar, não que nos deixam para baixo e questionando nossa própria competência. 

mentores-ctrl-alt-analinsando
Mentores Ctrl Alt Jam #2


Os jogos 

Os jogos vencedores dividiram-se em duas partes: voto da comunidade e “voto técnico”. 

O grande destaque foi o jogo “Project Chameleon”, que recebeu honrarias como “melhor apresentação do tema”, “melhor polimento”, “melhor jogo” e “melhor game design”, conquistadas através do voto da comunidade. 

No voto técnico, foram 3 jogos escolhidos: “Pain Loop”, “The Bubbles Awakening” e “Project Chameleon”. 

Alguns desses mesmos jogos marcaram presença em eventos gamers, como a BIG Festival, que aconteceu em junho/julho desse ano, considerado atualmente um dos maiores eventos gamers da América Latina.

Gostariam de uma análise minha sobre alguns jogos da Ctrl Alt Jam #2? Me peçam, que eu faço!


E eu?

A equipe da qual fiz parte foi batizada de “½ Xícara”. Nossa sintonia foi incrível e ficamos bem felizes com o resultado do nosso jogo, o “Rumo”. 

Fomos finalistas, mas infelizmente não levamos o título de vencedores. Porém, só o fato de termos sido um dos poucos escolhidos para a final no meio de tantos jogos incríveis, foi extremamente gratificante. 


Avisos paroquiais

Você, mulher, quer participar de mais uma game jam? Ou da sua primeira game jam? As inscrições para a Women Game Jam estão abertas até 09 de agosto e você pode fazer aqui

E a Ctrl Alt Jam #3? Aguardemos os próximos capítulos, mas você pode já mexer os pauzinhos e entrar no Discord para conhecer muita gente legal, acompanhar as lives e ficar por dentro de todos os eventos virtuais (ou não) da comunidade. ✿


Quer mais conteúdo gamer? Só clicar aqui.